sábado, 5 de setembro de 2009

Uma saudade.

Vai tudo embora agora. Odeio a saudade. Especialmente a saudade daqueles que estão perto de estar longe. Ou que estão longe e longe de estar perto. Em todos os sentidos.

1 comentário:

Laila disse...

Joana não te disse nada porque ainda estou na dúvida se apago aquilo ou não..descobriste à mesma haha

Partilho esse ódio pela saudade contigo, é engraçado, ainda há bocado estive a pensar nisso.

Beijinho*