quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Chuva

E a chuva continua a embater nos algeirozes lá na rua…

“Outro ano, outra flor, outro perfume. O gume do cansaço vai ceifando e o braço de outro sonho semeando.”

Obrigada Miguel Torga, por criares a poesia perfeita do meu agora.

Sem comentários: